Avós que convivem com os netos têm menos chance de ter Alzheimer
Crédito: Freepik
em

Avós que convivem com os netos têm menos chance de ter Alzheimer

A relação entre cuidar dos netos e a prevenção do Alzheimer está em manter o cérebro ativo com laços de afeto

Publicidade

O Alzheimer é uma doença que afeta os neurônios no cérebro, e aos poucos a pessoa vai perdendo suas capacidades de memória, concentração, atenção, linguagem, locomoção, raciocínio, até necessitar de cuidado integral.

Ainda não se sabe exatamente por que essa doença começa, embora existam várias pesquisas em andamento, tanto para responder a essa questão quanto para descobrir formas de prevenir ou de retardar os efeitos do Alzheimer.

O estudo australiano

Um dos estudos realizados foi feito na Austrália, envolvendo 120 avós que cuidavam e que não cuidavam dos netos ao menos uma vez por semana. O objetivo do estudo foi perceber se cuidar dos netos com frequência pode reduzir o risco de desenvolver Alzheimer.

Com base nos avós que participaram do estudo, a equipe de pesquisadores concluiu que os avós que cuidavam de seus netos pelo menos uma vez por semana, sem precisar assumir totalmente a responsabilidade sobre as crianças, tiveram melhores resultados nos testes de cognição.

Publicidade

O que tem a ver cuidar dos netos com a saúde mental?

O que deve-se levar em consideração em estudos desse tipo é que o Alzheimer afeta cada pessoa de uma forma diferente, em níveis diferentes.

Mas, o fato é que, quanto mais ativa for a pessoa, e quanto mais saudável for o seu estilo de vida, menor é o risco de desenvolver a doença, pois os neurônios permanecem em bom desenvolvimento.

Sendo assim, manter a companhia dos netos por perto, de forma a se distrair, se divertir e transmitir ensinamentos a eles, é uma ótima maneira de manter os neurônios ativos e saudáveis. Ou seja, pode sim ser uma das formas de prevenir o Alzheimer.

Publicidade

Para quem não tem netos ou não convive tanto com eles, a mesma dica vale para a boa convivência com filhos, com um parceiro, outros familiares e com amigos, pois essas relações causam reações químicas positivas no cérebro.

Em resumo, o importante é manter a mente funcionando com atividades e distrações, e levar um estilo de vida saudável, com saúde e bem-estar. Quanto mais momentos de felicidade oferecer ao cérebro, melhor.

receita de pão de cuscuz na frigideira

Pão de cuscuz na frigideira: receitas para substituir o pão comum

Hidratação com máscara de efeito teia

Hidratação com máscara de efeito teia: saiba o que é e como fazer