antônio fagundes fala de preconceito com idosos
Crédito: Reprodução
em

Antônio Fagundes sobre preconceito contra idosos: “é horrível quem não valoriza”

“Na Alemanha, o nazismo eliminava idosos, uma história que não pode se repetir”

O ageísmo é o preconceito com as pessoas idosas. Este preconceito sempre existiu em determinadas sociedades, e hoje em dia, essencialmente no Brasil, está bastante visível por causa do coronavírus. Muitas pessoas acreditam que a doença mata principalmente os idosos, e tudo bem, pois eles já viveram o bastante.

Na hora de defender a opinião oposta, nem sempre surgem os argumentos na ponta da língua. Aliás, esta é uma opinião a ser defendida independentemente de coronavírus, pois o ageísmo já é bastante praticado no Brasil desde antes da pandemia. Então, nada melhor do que a opinião de um idoso que tem muita credibilidade com os brasileiros para falar sobre o assunto.

O ator Antônio Fagundes, em entrevista para a Veja, em abril de 2020, falou sobre o preconceito com os idosos, entre outros temas, e é válido transcrever o que ele pensa. Veja, a seguir, qual foi a pergunta que trouxe esta questão, feita pela jornalista Raquel Carneiro, e também a resposta do ator:

“Há também nas redes sociais e em noticiários de todo o mundo um aumento do “ageísmo” (preconceito com idosos). São comuns hoje frases como ‘essa doença só mata idosos’. O que pensa desse tipo de atitude?

Primeiro, acho que essas pessoas devem ser órfãs, pois ninguém pode em sã consciência não se preocupar com a morte dos pais e dos avós, certo? Outra coisa: elas marcaram a data para morrer? Porque, depois dos 40 anos de idade, já estamos todos mais perto da velhice do que da juventude.

É horrível quem não valoriza idosos. Todo esse cenário me faz lembrar da frase de Edmund Burke: ‘Quem não conhece sua história, está condenado a repeti-la’. Esse mesmo tipo de preconceito já foi visto na história, com a eugenia. Na Alemanha, o nazismo eliminava idosos, uma história que não pode se repetir.

Eliminava-se também os que pensavam diferente, os deficientes. O mundo está passando por isso de novo. Milhões de pessoas morreram pela irracionalidade. E parece que não aprendemos nada com isso.” 

A fala do ator convida para uma importante reflexão sobre quem você é hoje e quem será no futuro, caso ainda não seja um idoso.

Consegue se colocar no lugar dessas pessoas, e entender que lá na frente você continuará tendo valor e merecendo respeito? Qual é o tratamento que você dá aos idosos da sua família?

Os idosos são pessoas que carregam história, aprendizado, vivência. São fonte de inspiração, reconhecimento e conexão entre o passado e o futuro.

Veja também: Criança se torna amiga de idoso e o ajuda a sair da depressão

bolo de abacaxi com iogurte

Bolo de abacaxi com iogurte: 3 receitas simples

gatinha especial ganha livro

Esta gatinha especial ganhou um livro para ensinar crianças sobre aceitação e autoestima