em

Animais e autismo: quais os benefícios dessa relação?

Toda criança adora animais, e os portadores de autismo não são diferentes. Só é preciso escolher o animal certo.
animais e autismo
Crédito: Freepik

É muito comum ver casos de crianças e adolescentes com autismo que têm um alívio dos sintomas da doença quando ganham um animal de estimação. Existem razões para isso, então conheça quais os benefícios da relação entre animais e autismo e veja quais as raças de animais mais recomendadas para conviver com as crianças nessa condição.

Como animais de estimação podem ajudar pacientes com autismo?

benefícios convivência animais e autismo
Crédito: Freepik

Existem diversos estudos sobre a relação entre animais e autismo, sendo um deles realizado pela Universidade do Missouri, nos Estados Unidos, publicado no periódico impresso Journal of Autism and Developmental Disorders.

O estudo foi realizado com 70 crianças e adolescentes portadores de autismo, com idade entre 8 e 18 anos. Das famílias participantes, 70% tinham cães e 50% tinham gatos, além de outros animais, como coelhos, pássaros, roedores e peixes.

Pelo fato de todas as crianças e adolescentes com autismo apresentarem dificuldade em se relacionar socialmente, inclusive com os pais e irmãos, as entrevistas com os familiares comprovaram que o convívio com um animal de estimação ajuda nesse sentido. Os autistas, com o tempo, demonstram-se mais solidários e atentos às pessoas em volta.

Além desse há outros motivos para que animais e autismo estejam diretamente relacionados:

1. Estímulo das habilidades sociais

Os animais são grandes companheiros e estão sempre por perto, sem exigir nada em troca. Para um autista essa característica é fundamental, pois muitas vezes ele está apreciando uma companhia, mas simplesmente não vai demonstrar.

O benefício é que o desenvolvimento desse sentimento de estar próximo e dividir seu mundo com o outro vai continuar ocorrendo, mas com um animal é mais fácil, pois não há exigências de atitudes que o autista não pode oferecer.

2. Aumento da compreensão das reações do outro

Ao começar o contato com um animal de estimação, especialmente com cães que reagem mais visivelmente às ações humanas, a criança autista vai despertar a curiosidade. Ela vai perceber que o cão responde ao que ela faz, e que pode interagir com ele. Assim, vai assimilar que as pessoas em volta também têm ações e reações ao que ela faz, e isso é essencial para criar laços e relacionamentos.

3. Redução da ansiedade

Os cães e gatos têm o poder de acalmar seus tutores, simplesmente estando por perto, sem fazer perguntas. Em momentos de forte estresse e ansiedade os autistas necessitam dessa atenção, em que não há obrigação de dar respostas ou obedecer a comandos que os humanos não resistem em exigir.

4. Reconhecimento de si mesmo

Um animal cada vez mais importante nas terapias para autistas é o cavalo. Em contato com esse animal, crianças e adolescentes aumentam o desenvolvimento da linguagem e da percepção e reconhecimento físico e psíquico de si mesmos. Fazer equoterapia também estimula o sistema vestibular, responsável pelo equilíbrio, e aguça o tato.

5. Melhor relação em casa

Um animal de estimação torna-se um elo entre o autista e sua família quando todos interagem em conjunto. Pode levar um tempo para isso acontecer, mas vai chegar um momento, de acordo com o tempo de cada criança, em que ela e o animal vão estar compartilhando momentos em família de forma mais natural.

Melhores raças de animais para crianças com autismo

melhores raças de cães para autismo
Crédito: Freepik

De acordo com a coordenadora da pesquisa na Universidade do Missouri, Gretchen Carlisle, os animais que trazem melhores resultados para o desenvolvimento das crianças e adolescentes autistas são os cães de pequeno porte. Mas não é regra, pois cada pessoa com autismo possui hábitos e gostos específicos, então outros animais também entram na lista:

1. Gatos

Nem todos os cães são tão silenciosos quanto os gatos, e como grande parte dos autistas têm muita sensibilidade ao som, os gatos podem ser a melhor escolha de companhia.

2. Labrador retriever

Esse cão possui diversas habilidades que são importantes para estar por perto de um autista. Ele é cão de resgate, assistente e ótimo companheiro. É calmo, amoroso e ajuda a estimular todos os sentidos.

3. Cão da montanha dos Pireneus

Essa raça de cão é inteligente e obediente, podendo ser facilmente treinado para cuidar de uma criança autista. É um cão calmo, equilibrado e que não late muito, então também é uma boa opção para participar do desenvolvimento da criança autista.

4. Terra nova

Mesmo sendo um cão de grande porte, essa raça é muito calma, protetora e cuidadosa, além de inteligente, gentil e relaxada. Ajuda a manter a criança tranquila, mas vai brincar quando ela estiver estimulada para isso.

5. Golden retriever

Da mesma forma que o labrador, essa raça também costuma ser treinada para resgate e assistência de pessoas. É um cão companheiro, familiar, dócil e lida muito bem com crianças. Também é um cão sensível às emoções, percebendo quando a criança está mais animada ou amuada.

Como já mencionado, esses são apenas alguns exemplos de animais que auxiliam no desenvolvimento da criança autista, mas não os únicos. Há crianças que se adaptam melhor aos gatos, aos pássaros, coelhos, cavalos, cabras e tantos outros que existem. Então, para ter sucesso na relação entre animais e autismo é preciso experimentar a convivência para saber.

Redigido por Priscilla Riscarolli

Graduada em Comunicação Social, decidiu trocar as campanhas publicitárias pela produção de conteúdo para inspirar as pessoas a enriquecerem suas vidas com mais informação, bem-estar e criatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

tipos de molhos para batatas fritas
7 Tipos de molhos para batatas fritas simplesmente deliciosos
água de pepino
Benefícios e como fazer água de pepino