em

Adesivo que trata Alzheimer passou a ser grátis!

O SUS passou a fornecer de borla o adesivo que faz parte do tratamento, à base de rivastigmina, que atenua os sintomas de Alzheimer. Veja mais sobre esta doença e este aplicativo aqui!

Temos uma boa notícia para quem padece do mal de Alzheimer! Os doentes desta condição não vão mais necessitar de adquirir o adesivo de rivastigmina! Para seu conhecimento, este remédio de aplicação cutânea será cedido a título gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Efeitos do adesivo

Na verdade, este adesivo vai reduzir os efeitos adversos desta enfermidade. São eles falta de apetite, náuseas e vômitos. Através dele, o principio ativo é encaminhado à corrente sanguínea, sem ser necessário passar pelo sistema digestivo. Esta noticia foi publicada no Diário Oficial da União, no fim de setembro, e vem satisfazer muitos pacientes com Alzheimer.

Tratamento no SUS

A solução oral e as cápsulas de rivastigmina estavam já liberalizadas pelo SUS. Além desta substância, outros remédios para tratar esta doença estão disponíveis: a galantamina e a donepezila.

Conheça melhor esta doença

Esta doença degenerativa não tem cura e os seus sintomas costumam ser cada vez mais graves. Na verdade, 7% dos idosos padecem do mal de Alzheimer. Para seu conhecimento, são eles os mais atingidos pela doença, pois ter mais de 65 anos eleva as chances de ter esta maleita. Com efeito, ela se revela através de dificuldades cognitivas e demência, provocada pela morte de células do cérebro.  60% dos casos de demências verificam-se em pacientes com este mal. A memória, o raciocínio e o julgamento vão se perdendo e o paciente torna-se dependente de outros para realizar as suas atividades básicas.

Diagnóstico precoce

Por outro lado, se conseguir obter um diagnóstico precoce, torna-se mais fácil deter o desenvolvimento da condição, atenuar os sintomas e dar uma vida melhor ao doente. Para seu conhecimento, as causas desta doença não são conhecidas, mas sabe-se que ocorrem lesões no cérebro que dão origem a ela. Os especialistas apontam a questão genética e causas ambientais como origem da enfermidade do esquecimento. Calcula-se que no Brasil existam 1,2 milhões de ocorrências de Alzheimer e, no mundo, a estimativa é de 35,6 milhões de doentes.

Na verdade, é importante conhecer os fatores que podem elevar as hipóteses de vir a ter esta condição de saúde.

Eles são os seguintes:

  • Colesterol elevado ;
  • Depressão depois dos 50 anos de idade;
  • Diabetes mellitus ;
  • Hipertensão arterial ;
  • Vicio de fumar;

Convém manter-se afastado destas condições, de forma a evitar sofrer com Alzheimer.  É preciso que se dedique a atividades que estimulem o trabalho do cérebro, de maneira a prevenir esta doença: ler, conversar, tocar um instrumento são exemplos.

Não deixe de compartilhar este artigo, para que mais pessoas com este mal possam saber que o adesivo é gratuito através do SUS e, para quem não padecer dele, possa o conhecer melhor e preveni-lo!

7 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Tratamento revolucionário para diabéticos! Experimente agora!

Este creme vai revitalizar e embelezar a sua pele como nunca!