Coisas que não devemos proibir as crianças de fazer
Crédito: Freepik
em

6 Coisas que não devemos proibir as crianças de fazer

A melhor forma de aprender é fazendo as coisas. Então, não proíba seu filho de fazer coisas que ele já consegue, só porque é mais fácil fazer por ele

Publicidade

As vezes, proibir as crianças de fazer alguma coisa é mais fácil do que ter que ficar de olho ou dar explicações. Mas, por mais que a rotina seja cansativa, os pais não devem deixar passar as oportunidades de aprendizado dos seus filhos, pois o tempo não volta atrás. Então, veja algumas coisas que os pais não devem proibir suas crianças de fazer, pois são coisas que ajudam no desenvolvimento delas.

1. Escolher o que vai vestir

Claro, é preciso ter bom senso. Você não precisa deixar seu filho sair de casa para ir à igreja fantasiado de dinossauro. Mas, é importante deixar que a criança escolha a roupa que deseja vestir, pois assim ela vai desenvolver sua personalidade e conhecer os próprios gostos. Você pode separar 3 mudas de roupa e deixar que ela escolha uma das opções, por exemplo.

2. Fazer tarefas por conta própria

Essa é uma dica bem importante para que os pequenos desenvolvam a coordenação motora e o senso de responsabilidade. De acordo com a idade do seu filho, deixe que ele faça certas tarefas da casa sozinho, ao invés de fazer tudo por ele. Pode acontecer de fazer sujeira ou demorar mais do que você gostaria, mas, lembre-se que o aprendizado verdadeiro está nesses momentos.

Publicidade

3. Se afastar de certas pessoas

Se o seu filho está querendo se afastar de algum colega ou adulto, é sinal que algo está errado. Não ignore essa vontade do seu filho, forçando-o a conviver ou compartilhar coisas com a pessoa que ele não gosta. Ao invés disso, pergunte o motivo do afastamento e leve em consideração o que seu filho lhe disser como justificativa.

4. Expressar a criatividade

Sim, as crianças podem fazer muita bagunça ao expressarem sua criatividade. As vezes os pais só querem proibir porque é mais fácil. Porém, fazer isso é impedir que a criança desenvolva suas habilidades. Organize um ambiente seguro em casa e deixe seu filho brincar livremente nesse ambiente.

5. Expressar sentimentos e emoções

É um grande erro proibir as crianças de chorar. De que outra forma elas podem expressar sentimentos de raiva, tristeza e frustração? O choro é necessário, e você pode consolar, mas nunca dizer que é proibido ou feio. Da mesma forma, as crianças gostam de dar gargalhadas altas, às vezes dar gritinhos que expressam a alegria. Não proíba sempre, apenas quando for realmente necessário, pois essa proibição vai fazendo com que seu filho se torne uma criança com dificuldade em expressar emoções.

Publicidade

6. Tomar algumas decisões

Pense em quais tipos de decisões da casa o seu filho pode dar uma opinião. Escolha coisas simples, como por exemplo: “você acha que devemos jantar macarrão ou sanduíche?” Deixar que os pequenos ajudem nas decisões da casa faz com que eles se sintam parte importante da família, faz com que eles se sintam valorizados e necessários, além de ajudar a desenvolver a capacidade de tomar decisões mais importantes ao longo da vida.

Criança inconveniente

Criança inconveniente: como ensiná-la a se comportar em público?

Síndrome de Alice no País das Maravilhas

Síndrome de Alice no País das Maravilhas: já ouvir falar nessa condição?