Separação 20% dos casais não passam do 1º ano do filho
Crédito: Freepik
em

Separação: 20% dos casais não passam do 1º ano do filho

Entenda o porquê disso e como lidar

Muitas coisas mudam com a chegada do primeiro filho. O casal passa a ter novas responsabilidades e prioridades. A realidade é completamente diferente e tanto o corpo quanto a mente (do pai e da mãe) sofrem maior estresse. Noites mal dormidas, choro com razão desconhecida, bagunça na casa, menos tempo para o casal… Pois é, a realidade fica diferente.

Porém, o mais impactante dessa mudança é a criação de expectativas – e frustração com elas. Nem sempre a forma de educar será a mesma, ou a responsabilidade e comprometimento. Dessa forma, o relacionamento passa a ser repensado. Segundo uma pesquisa realizada pelo ChannelMum, 1 a cada 5 casais se separou no primeiro ano de vida do bebê.

Além disso, 1/3 passa por problemas de adaptação, desgastando bastante o relacionamento. Mas com jeitinho e paciência, dá para contornar os problemas e passar bem por essa mudança. Veja quais são as ações recomendadas para evitar essa situação.

Procurar culpados só atrapalha

É fácil jogar a culpa no outro no momento de estresse, mas o resultado não é nada agradável – para ambos. Então, ao invés de apontar dedos, tentem entender qual foi a causa real do problema e resolver com estratégia.

Investir tempo no casal – e no sexo também

Conversar, namorar e ter relações sexuais eram mais comuns antes da chegada do bebê. Claro que corpo e mente podem estar cansados, mas tentem se organizar e curtir um momento juntinhos. Isso é fundamental para um casamento feliz.

Compartilhar as tarefas é fundamental

Não é só porque o leite vem da mãe, que ela será a única a levantar a noite, tem que haver um revezamento. E sim, ela também vai trabalhar – e muito –  no dia seguinte. Fraldas são nojentas para todo mundo e a casa não fica limpa sozinha. Quer um relacionamento saudável? Compartilhe as alegrias e as tarefas.

Entender que essa é apenas uma fase

Não será tão cansativo por toda a vida, aliás, se souber olhar pela perspectiva certa, criar filhos é super legal. A super dependência para tudo é somente uma fase e vai chegar o dia em que você é que vai estar buscando a companhia dos filhos. Então, respira fundo e segura na mão do parceiro (a) que já já passa.

Conversar antes da chegada do bebê

Para evitar frustrações, o ideal é conversar ainda antes da concepção, ou pelo menos da chegada do bebê na família. Pesquisar como é o primeiro ano, o que podem fazer, quais serão as responsabilidades e estratégias pode ajudar a evitar crises futuras.

Agora, o mais importante de tudo é alimentar o amor e manter a cumplicidade, com paciência e a consciência de que ninguém nasce sabendo ser pai ou mãe. Encarem essa luta de frente e aproveitem a caminhada da melhor forma possível, sempre respeitando os limites de cada um.

Pílula anticoncepcional masculina foi testada com sucesso pela 1ª vez

Pílula anticoncepcional masculina foi testada com sucesso pela 1ª vez

Como estender roupas do jeito certo

Como estender roupas do jeito certo: 13 dicas importantes