usar banheiro público
Crédito: Pixabay
em

5 Dicas para usar banheiro público e preservar sua saúde

As bactéricas presentes ao usar um banheiro público voltam ao ambiente cerca de uma horas após ele ser limpo.

Publicidade

Por muito tempo foi difundido que doenças contagiosas podiam ser transmitidas ao usar banheiro público. Apesar de não ser bem assim, é possível ser infectado por microrganismos que se aproveitam das condições favoráveis, como umidade e temperatura, para crescer e se desenvolver.

E não adianta desinfetar e nem ser o banheiro mais limpo do mundo: o fato de muitas pessoas passarem por ali, cada uma com seus hábitos particulares de higiene e condições de saúde desconhecidas, já é suficiente para deixar o ambiente infestado.

Dicas de como usar banheiro público

A revista da Sociedade Norte Americana de Microbiologia revelou um estudo feito em quatro banheiros públicos da Universidade de San Diego, sendo dois femininos e dois masculinos. Dois eram abertos a todos, enquanto os outros eram de acesso exclusivo aos professores.

Foram avaliados os assentos sanitários, o chão e os dispensadores de sabão tanto antes quanto depois de uma limpeza com água sanitária. O resultado foi alarmante: uma hora depois da faxina haviam 6.200 bactérias/cm², sendo 45% de origem fecal e 45% associadas com a pele.

Publicidade

Apesar disso, às vezes é inevitável usar banheiro público, principalmente quando se está com crianças. Nesses casos, é possível seguir algumas dicas para minimizar os riscos.

1. Não sente no vaso

Especialistas afirmam que somente passar um papel ou usar plásticos sobre a superfície não é suficiente, pois não elimina os microrganismos e não evita totalmente o contato. O segredo é, realmente, evitar se apoiar.

Entrar no grupo do Telegram

2. Baixe a tampa antes de dar descarga

O jato de água da descarga funciona como um aerossol que espalha as bactérias e micróbios no ar. Geralmente, esses microrganismos são os coliformes fecais. Por isso, antes de usar banheiro público dê descarga com a tampa do vaso fechada para diminuir a chance de se contaminar com bactérias.

Publicidade

3. Atenção com o papel higiênico

Se o papel higiênico for armazenado no chão, as chances de estar contaminado são grandes. Se há umidade no local, então, o risco redobra. O ideal é andar com lenços de papel na bolsa, até mesmo os umedecidos, para evitar contato com o papel higiênico de banheiros públicos, cuja procedência é duvidosa.

4. Lave bem as mãos ao sair

Só de entrar em um banheiro público você corre risco de ser contaminado. Por isso não deixe de lavar bem as mãos antes de sair e, de preferência, de aplicar álcool gel para evitar qualquer resquício de germes.

5. Não use sabonete em barra nem toalha de pano

Em ambos os casos as chances de contaminação são imensas, já que muitas pessoas passaram as mãos nos objetos. O ideal é lavar as mãos com porções individuais de sabonete líquido. Seque-as com toalhas de papel ou jato de ar quente. Se essas opções não existirem, lave somente com água e seque nas próprias roupas ou deixe secar naturalmente, não esquecendo de passar álcool gel depois.

Publicidade

Livro choca o mundo ao anunciar que leite pode causar câncer de mama

Estudo sobre jejum aponta: jejuar faz bem para a saúde

Estudo sobre jejum mostra como ele é poderoso para fortalecer a nossa imunidade