Moradora de rua canta ópera no metrô e viraliza
Crédito: Reprodução Twitter
em

Moradora de rua canta ópera no metrô e viraliza

Depois que teve seu violino roubado, ela teve que viver nas ruas. Mas um policial a ouviu cantando no metrô e sua vida mudou

Conheça a história por trás de Emily Zamourka, a moradora de rua que canta ópera no metrô e que viralizou recentemente. Entenda por que alguém tão talentoso acabou nas ruas e veja o que aconteceu com ela depois.

A história de Emily

Como muitos artistas ao redor do mundo, ela ganhava a vida com sua música. Emily Zamourka, 52 anos, tocava seu violino nas ruas, para ajudar a arcar os custos com seu tratamento de câncer e também pagar o aluguel e alimentação. Porém, seu violino foi roubado e ela ficou arrasada. Sem ter seu instrumento de trabalho, acabou morando nas ruas. Veja um pouco da sua performance, antes de morar nas ruas:

O roubo

Emily teve seu violino roubado depois de uma performance. Dois homens correram atrás do ladrão, que arremessou o instrumento no chão, deixando-o imprestável. Nesse dia, o mundo dela desabou, pois era não somente uma forma de manifestar sua arte, mas também o ganha-pão. Infelizmente, o instrumento custava muito caro e ela não pôde comprar outro.

Pela rua

Sem dinheiro para as contas, Emily foi despejada em pouco tempo. Passou então a viver nas ruas, inicialmente apenas com um papelão, juntando algumas coisas com o passar dos meses. Ela tinha medo de tudo e viu coisas que nem sonhava serem possíveis. Sem seu instrumento, ela usava a voz para expressar seus sentimentos, mesmo sem nunca ter feito aula de canto.

Descoberta

E foi exatamente num desses momentos na estação de metrô Purple Line em Los Angeles, que o policial que patrulhava a área a ouviu cantando. Emocionado, ele gravou e postou no Twitter do seu batalhão, sem imaginar o que aconteceria. Emily cantava de forma doce e triste a ária de Giacomo Puccini, “O mio babbino caro“. Veja o momento registrado e tente conter as lágrimas:

O que aconteceu depois

Em apenas uma noite, ela já era o assunto mais falado e mobilizava milhares de pessoas. Foi assim que as coisas começaram a mudar. Fizeram uma vaquinha, que arrecadou mais de 80 mil dólares, além de providenciarem outro violino e uma casa para ela morar. Além disso, um político local a convidou para cantar no distrito de Little Italy, emocionando a todos com sua alegria e gratidão. Veja também!

Cientista brasileira desenvolve sabonete contra covid que protege por horas

Cientista brasileira desenvolve sabonete contra covid que protege por 6 horas

desmoldante caseiro como fazer

Desmoldante caseiro: dicas úteis para desenformar bolos sem quebrar