em

AmeiAmei Meu Deus!Meu Deus! TristeTriste

Uma criança feliz brinca, chora e faz barulho

Sabe o que é a “criançafobia”? Está ligado à intolerância com as crianças e os seus comportamentos. Se quiser saber mais sobre esta matéria continue lendo!

Ultimamente, parece que uma criança que seja alegre e divertida se confunde com um pequeno ser endiabrado, agitado e incômodo. O movimento “criançafobia” é real! Até começam a surgir hotéis que vedam o acesso a crianças, para que os hóspedes estejam acomodados em paz! Além de hotéis, restaurantes também já começaram a fazer o mesmo.

Movimento de grande dimensão entre os britânicos e americanos!

O movimento “criançafobia” tem ganhado alguma dimensão e este gênero de postura é cada vez mais comum no Reino Unido e nos Estados Unidos! Hoje em dia, parece que a infância é cada vez mais julgada e, a maioria das pessoas já não tem a empatia suficiente, para se lembrarem de que também já foram crianças no passado.

Conheça um caso real!

Vamos partilhar uma situação que aconteceu com Sarah Blackwood, cantora do Canadá. Ela própria divulgou a história e pediu para que todos refletissem. Ela fez uma viagem de avião, grávida de 7 meses e com o seu outro filho, de 23 meses. Não era a primeira viagem que fazia de São Francisco a Vancouver, mas desta vez algo de diferente se passou.

Assim que o avião levantou o seu filho desatou num choro. Então, ela foi olhada de lado e os restantes passageiros estavam dizendo que não deveria ser boa mãe. Entretanto, a aeromoça surgiu e solicitou a Sarah que sossegasse o menino, visto estarem a aumentar as queixas. Caso Sarah não acalmasse o seu filho, teria de abandonar o avião com ele. Passados 10 minutos, o seu filho dormiu e somente quando chegaram ao destino é que despertou.

Parece que todo o mundo já não se recorda que as crianças berram, choram e riem. Falamos deste episódio, mas isto acontece na vida de todos os pais de crianças, seja numa refeição, num restaurante, numa ida ao centro comercial ou ao supermercado. Parece que manifestações banais passaram a significar má educação por parte dos pais!

Preconceito

Esta ideia não passa de uma consideração preconceituosa e errada. Todas as crianças possuem um feitio próprio, e reagem de maneira diferente em determinados ambientes. Existem umas mais calmas e outras mais agitadas, mas nada disso é “culpa” da mãe.

É natural os bebês chorarem, pois é o jeito deles comunicarem, é a língua deles. Todos deveriam ter isso presente! É necessário que tenhamos mais respeito e empatia por quem está ao nosso lado, seja no avião ou no ônibus.

Instinto de uma criança

É inato às crianças quererem observar, tocar, dar gargalhadas, brincar e fazer experiências. Caso contrário, uma criança que seja obrigada a ficar numa cadeira, sem dizer uma palavra, irá tornar-se tornar num adulto medroso e sem vontade de conhecer o mundo.

Liberdade de expressão para os mais pequenos

Quando uma criança chora deve ser respeitado, e não recriminado! No caso de querer mexer ou tocar em algo que seja um perigo para ela, é preciso dar-lhe proteção, mas sempre estimulando o seu jeito curioso de descobrir o ambiente onde se encontra.

Acreditamos que é importante ter mais empatia com os pais e os seus filhos, pois de certeza que estão tentando educar eles da melhor forma. E você? O que acha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

Estudo revela que probióticos aumentam a memória dos pacientes de Alzheimer

Receita de batatas fritas sem óleo