em

AmeiAmei HahahaHahaha FofoFofo Meu Deus!Meu Deus! EstranhoEstranho TristeTriste

Câimbra noturna: conheça as causas e como evitar

Se você já acordou de repente sentido uma forte dor na panturrilha, pode ser que passou por uma situação de câimbra

câimbra noturna
Crédito: Freepik

A câimbra noturna ocorre, geralmente, devido à inatividade ou excesso de atividade durante o dia. Nas pernas acontecem principalmente na barriga da perna, mas também podem ocorrer nos pés e nas coxas. Ela é uma contração muscular súbita e intensa que faz a pessoa despertar de dor.

A dor muscular geralmente dura alguns segundos ou mesmo vários minutos. Uma vez que a dor se foi, os músculos sentem a sensação de dor durante toda a noite ou mesmo no dia seguinte. As câimbras nas pernas são típicas tanto em homens como em mulheres de qualquer idade, mas são mais comuns em pessoas com mais de 50 anos.

Veja também: o que pode ser dor nas costas e o que fazer para passar

Causas

causas da câimbra noturna
Crédito: Freepik

O que causa câimbra noturna ainda não está claro, mas existem causas e fatores de risco que podem estimular a dor muscular nas pernas, tais como:

Ficar sentado muito tempo

Quem trabalha sentado precisa levantar-se a cada meia hora para se alongar e fazer alguns movimentos ao longo do dia, não só para evitar as câimbras noturnas, mas também para evitar outras dores pelo corpo.

Sentar-se de forma incorreta

Da mesma forma, se além de passar horas sentado, você também ficar sentado com a postura incorreta, há um risco ainda maior e também de desenvolver problemas na coluna que vão afetar o bem-estar de modo geral.

Esforçar excessivamente os músculos da perna

A câimbra noturna também é muito comum em atletas, provando que tanto a falta de exercício quanto o excesso são fatores de risco.

Ficar em pé por muito tempo ou sobre piso irregular

Como o problema é manter o corpo (principalmente as pernas) paradas por muito tempo, ficar sentado de mais ou de pé por longos períodos torna-se igualmente arriscado a ter uma câimbra durante o sono e acordar sentindo forte dor.

Além desses fatores, a câimbra noturna às vezes pode ser o resultado de algumas condições médicas, incluindo:

  • Desidratação
  • Doença de Parkinson
  • Alcoolismo
  • Gravidez
  • Distúrbios estruturais (como pés chatos, por exemplo)
  • Doenças neuromusculares
  • Doenças endócrinas
  • Uso de determinados medicamentos

Se você não se enquadra nos casos de má postura, nem trabalha muito tempo na mesma posição, nem excesso de esforço muscular, o melhor a fazer é ir ao médico clínico geral para descobrir o que pode estar causando as contrações.

Como prevenir e aliviar

A câimbra noturna pode se prevenida, principalmente, evitando suas causas. Então, os cuidados são diários, melhorando aspectos da rotina e, claro, fazendo uma visita ao médico caso não perceba melhora e as câimbras sejam frequentes. De modo geral, o recomendado a fazer é o seguinte:

Esticar a perna

É difícil mover a perna durante a dor, parece que o músculo da panturrilha endurece e você só consegue segurar e esperar. Mas o ideal é tentar esticar a perna, devagar, para alongar o músculo e reduzir a contração.

Tentar se levantar

Com cuidado, durante a câimbra também pode tentar ficar de pé, pois é uma forma de interrompê-la. Não funciona sempre, mas pode tentar. Levante-se devagar para não cair.

Tratamento com medicamento

Dependendo do caso, o médico poderá recomendar relaxantes musculares. Esses medicamentos devem ser administrados apenas com a orientação médica para evitar que afetem outras partes do corpo e para que seja feito um acompanhamento a fim de saber o momento de suspender o uso.

Câimbra noturna e síndrome de pernas inquietas são a mesma coisa?

As câimbras nas pernas e síndrome das pernas inquietas geralmente ocorrem durante o sono, mas, essa é a sua única semelhança.

  • A síndrome das pernas inquietas é mais uma sensação de dor ou sensação de falta de sensibilidade nas pernas;
  • A síndrome não provoca dor ou cólicas, o que não é o caso com câimbra nas pernas;
  • Mover a perna vai ajudar a aliviar a síndrome das pernas inquietas, ao contrário do caso de contração muscular, em que deve esticar a perna, em vez de a mover;
  • Quando começa com síndrome das pernas inquietas, você tem a sensação de que precisa mover as pernas, enquanto, ao experimentar câimbras nas pernas, quer evitar o movimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

torta de batata

10 Receitas de torta de batata para servir no almoço

10 Receitas de rocambole de carne moída